Carências dos planos de saúde

O que são e quais são os prazos de carência dos planos de saúde?

À partir da criação da lei 9656/98 da ANS, foram determinados prazos  de carência dos planos de saúde para cada tipo de procedimento. Esses prazos devem ser obedecidos como prazos máximos, podendo a operadora oferecer prazos menores.

Carência é o tempo de espera para realização de qualquer procedimento no plano de saúde.

Os prazos de carências dos planos de saúde variam pela tipo de contratação, de forma que os contratos podem ser feitos para pessoas físicas, empresas e ainda existem os contratos por adesão; que são feitos através de uma Administradora vinculada a sindicatos ou associações.

Os prazos de carências dos planos de saúde empresariais de 2 a 29 vidas são reduzidos em relação à contratação do pessoa física e do adesão, sendo que cada operadora tem a sua prática de redução promocional.

Nos planos de saúde empresariais  acima de 30 vidas não há carências para nenhum tipo de procedimento após o cadastro.

Quais são os prazos de carências dos planos de saúde?

 

    • 24 (vinte e quatro) horas, após o início da vigência do contrato, nos termos da lei e regulação vigentes, nos casos de urgência e emergência, a cobertura será apenas para as primeiras 12 (doze) horas em regime de ambulatório;
    • 30 (trinta) dias para cobertura de consultas em consultórios, clínicas e centros médicos, exames básicos de apoio diagnóstico e procedimentos terapêuticos ambulatoriais básicos;
    • 180 (cento e oitenta) dias para cobertura de procedimentos de alta complexidade, exames especiais de apoio diagnóstico, procedimentos terapêuticos ambulatoriais e especiais, exames e procedimentos de alta complexidade, honorários médicos de internações e custos hospitalares de internações;
    • 180 (cento e oitenta) dias para internação hospitalar para tratamento de transtornos psiquiátricos, excluindo as internações decorrentes de transtornos psiquiátricos por uso de substâncias químicas; e
    • 300 (trezentos) dias para cobertura de parto a termo.

Aproveitamento de carências

O aproveitamento de carências nos planos de saúde não é regulamentado pela ANS. Dessa forma cada operadora tem a sua regra e idade limite para aceitação.

Para realizar o aproveitamento de carências o cliente precisa ter no mínimo 6 meses no plano anterior e ter cancelado o plano no máximo até 59 dias da data de aceitação no novo plano.

O aproveitamento de carências é parcial, contemplado para consultas, exames, internações e cirurgias e não é aplicado para o parto e doenças preexistentes.

Migração

A migração é feita quando o cliente possui um plano empresarial e deseja continuar com esse plano após o seu desligamento sem carências, porém são poucas operadoras de planos empresariais que possuem a comercialização do produto pessoa física. Sendo assim quando não há essa opção o cliente precisa procurar uma opção de planos individuais no mercado que possuam aproveitamento de carências.

Portabilidade

A portabilidade de carências é a isenção total dos prazos de carência na troca de um plano de saúde e é possível quando o cliente tem mais de três anos no plano anterior. É um processo administrativo que deve ser feito diretamente com a operadora e não tem intermediação do corretor.

Para fazer portabilidade  há uma lista de requisitos e a ANS faz toda a orientação ao cliente pois é necessário fazer checagem em relação à compatibilidade de rede, abrangência, acomodação, segmentação.

Até o momento foram aprovadas somente a portabilidade dos planos pessoa física (individuais e familiares).

Para mais informações sobre portabilidade >>> ANS

Sempre que pensar em contratar um plano de saúde, entre em contato com um corretor de seguros, ele estará apto a esclarecer todas as suas dúvidas, pois se mantém atualizado em relação ao mercado através de treinamentos e congressos.

Seguros? Só com corretor de seguros!

 por: Elizabeth Silva – Corretora de Seguros

Precisa de uma cotação ou mais informações?

Reajuste dos planos de saúde – Saiba mais

Esta informação foi útil? Deixe seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *